Escrito por Tendenzias

Educação dos filhos

Há que voltar aos límites, resgatar as velhas normas, pôr a educação perante da adoração e dizer “ os pais primeiro”.

Criança desde 0 até 3 anos de idade:

Horários: a partir dos 3 mesês, há que respetar horários para as comidas (uns 30 minutos).

Animais empalhados: estabelecer normas sobre seu uso até os 2 ou 3 anos que possa afastarse dele. Por exemplo: o ursito fica na cama e não sai da casa, só para viagens o doenças.

Biberão: para poder crescer deve deixar os atributos de menino. Entre os 2 e 3 anos de idade, deve deixar o biberão e apreender a usar copos e xícaras.

Poucas palavras: falar-lhe, sim. Mas afogar-lo num dilúvio de frases, não. Não devem falar-lhe sobre cada uma das nossa ações.

Porque eu o digo: quando o pai começa a estar decidido, uma resolução basta-se por sí mesmo. Não é necessários justificar as órdens.

A última palavra: negociar é monstrar-lhe que você não está seguro e que trata-lo como seu igual, como a um adulto.

Não quere comer? Não tem sentido obrigar-lo. É melhor avisar-lhe que não haverá nada mais até a próxima comida e retirá-lo da sua cadeira.

A dormir e ponto: acrescentar os rituais pela noite pode tranqüilizá-los, mas também obsecioná-los. Há que animar-se a questionar os hábitos, não duvide em dizer-lhe que você também fica cansada.

Um pouco cada um: desde pequenos, debe ajudar à vida familiar como pôr a mesa para jantar, guardar brinquedos e arrumar seu quarto…

O tempo dos pais: o lugar do bebê não é entre seus pais na cama grande. Você não deve duvidar em dizer-lhe que há momentos só para os pais.

Tanto estímulo: durante os primeiros anos, tudo é novo para eles. Necessitam momentos de calma para elaborar essa informação y arquivar.

Não dar-lhe muita eleção: a eleção é ter consciência dos placeres possíveis e deixar um deles. Não há nada mais angustiante para um menino!!

Lo más interesante
Top 6
artículos
Siga-nos